Como colocar em prática o sonho de empreender?

Muita gente tem o sonho e a ideia na cabeça de ter um negócio próprio, mas não sabe nem por onde começar. São inúmeros motivos pelos quais as pessoas têm essa vontade. Seja numa situação de desencontro profissional, autonomia financeira, garantia de mais renda para a família ou até mesmo instabilidade financeira, que atire a primeira pedra quem nunca foi cutucado pelo desejo de ser o próprio chefe.

A grande questão é: como tirar a ideia do papel e colocá-la em prática?

Dependendo de uma série de variáveis, o mais importante é saber identificar as oportunidades, tirar bom proveito delas e estar ciente que algumas situações são normais no decorrer do processo.

Antes de mais nada, montar um negócio próprio, exige coragem para abrir mão da instabilidade de um trabalho remunerado e com salário fixo e ousadia para arriscar tempo, trabalho duro e investimento, que em alguns casos, vem sendo guardado por anos.

Apesar de alguns empecilhos, o Brasil está em lugar de destaque quando se fala em empreendedorismo. De acordo com o Paulo Veras, ex-diretor geral do Instituto Endeavor, o perfil do brasileiro é marcado por ousadia. “O brasileiro se sente mais confortável em lidar com o risco do que outros povos”. Para ele, o medo que envolve montar um negócio estará sempre presente. Ele é até saudável, desde que não imobilize. O livro Como Fazer uma Empresa Dar Certo em um País Incerto, editado pelo Instituto Endeavor, descreve a importância do medo: “(…) O medo de não dar certo é absolutamente essencial, pois serve para que o empreendedor conheça seus limites e calcule o tamanho de seus riscos”.

Por isso, listamos alguns passos básicos para dar o pontapé inicial no desenvolvimento da sua empresa:

CONHEÇA VOCÊ MESMO

Quanto mais você sabe sobre você mesmo, mais você sabe onde pode pisar e onde precisa tomar mais cuidado, por isso, ao pensar em montar um negócio próprio, pergunte-se: “quais são os papéis que terei que exercer como dono de uma empresa?” e “o que eu sei fazer? ”

Essas respostas podem definir como será estruturada sua empresa. Ter conhecimento sobre suas dificuldades e limitações é essencial para traçar o caminho do negócio. Às vezes, sua falta de conhecimento em alguma área faz com que a busca por um sócio que o complemente seja inevitável.

ELABORE UM PLANO DE NEGÓCIOS

Se você já pensou nisso, ótimo! Mas se ainda não estruturou um plano de negócios, precisa pensar nesse planejamento. É com este estudo que você poderá definir o seu tipo de negócio, quem possivelmente pode ajudá-lo com investimentos, quem serão seus sócios e quais são os objetivos da empresa. Dessa forma, fica mais claro saber em que situações sua empresa poderá se destacar e onde você pode encontrar problemas para crescer. Esse documento nada mais é do que um norte para os novatos no mercado.

ATRIBUA FUNÇÕES ÀS PESSOAS

Toda empresa precisa de pessoas para sobreviver, por isso, é fundamental que você tenha pessoas capacitadas para te ajudar nessa fase inicial em busca de expansão. É claro, elas precisam ser remuneradas e estarem de acordo com a missão da empresa e afinidade com as atividades que vão exercer. Além disse, cultive o sentimento de valorização das pessoas que compõe sua equipe. Um time alinhado e feliz pode trazer resultado muito mais significativos.

Outro ponto muito importante é definir quem poderá apoiá-lo como sócio. Uma pessoa para dividir as tarefas estratégicas ajuda a agregar mais valor à marca.

Muitos empreendedores orgulham-se em ser Multitarefas. E aí vai uma dica valiosa: Isso é um  grande erro! Um artigo publicado pelo Harvard Business Review afirmou que ser multitarefas resulta em 40% de queda na produtividade bem como aumento de 10% no nível de estresse.

COMECE PEQUENO, MAS PENSE GRANDE

Ok. Já conheço meu perfil e tenho um sócio, mas ao montar meu Plano de Negócios, me deparei com a seguinte questão: qual deve ser o tamanho da minha empresa?

Fique tranquilo, você pode começar com uma empresa pequena. Um pequeno espaço, com uma modesta infraestrutura, móveis e equipamentos mais simples não demandam altos investimentos. Além disso, quanto menor o investimento neste sentido, menor o risco e também o medo do negócio não dar certo.

INVESTIMENTO

Uma das maiores dificuldades de quem quer empreender está relacionado ao investimento.

Procure alternativas e formas para tirar o seu sonho do papel. Você pode buscar por vários tipos de parceiros e financiadores, como o apoio pelo BNDES ou de um tutor, um sócio-investidor. Há também os investidores anjos, que investem pesado em ideias que mostram forças de expansão.

O que vale é pesquisar e saber mais sobre cada alternativa para não deixar seu sonho morrer.

😉

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Como colocar em prática o sonho de empreender?